Aprendamos a Amar os Nossos Maridos

Por Escritor Invitado

Mayra Beltran de Ortiz

“…(as mulheres idosas) ensinem as mulheres novas a amarem aos seus maridos...” Tito 2:3-4.

Ao dizer sim a Federico quando ele me pediu em casamento há 37 anos atrás, jamais pensei que um dia teria que “aprender” a amá-lo. O amor profundo que eu sentia nesse momento o qual me convenceu a ir ao altar, para juntos fazermos o pacto de nos amarmos para toda a vida.

Geralmente, a combinação do amor romântico do tipo emocional com os interesses comúm do casal, é o que constitui a base do matrimónio. Actualmente muitos casamentos estão esfriando e desintegrando, porque os casais estão falhando em amar-se à maneira de Deus.

À medida que medito na passagem de Tito 2, a qual exorta as mulheres mais velhas a ensinarem as mais jovens a amarem os seus maridos, me dou conta de que a maioria de nós necessitamos receber esses ensinamentos. Definitivamente é um processo que requer tempo e esforço.

Esta é a única passagem bíblica que exorta especificamente as esposas a “amarem aos seus esposos” e o termo grego usado para a palavra amor é “fileo” (Tito 2:4), referindo-se a que a esposa se converta em uma amiga íntima do seu marido.

“Tal é o meu amado, e tal é o meu amigo...” Cantares 5:16

Quando li o livro “Amor e respeito” entendi que o homem necessita que sua esposa seja sua melhor amiga. Como mulheres de Deus, necessitamos aprender a ser uma companheira, a ser uma amiga “fileo”.

Para conseguir, precisamos entender que nossos maridos necessitam ter uma companheira. Deus nos deu esse privilégio. No meu caso em particular, percebi que o meu marido gosta de estar acompanhado quando faz algo que lhe é interessante, e o simples facto de que eu esteja por perto ou ao seu lado, ainda que eu não faça nada, faz com que ele se sinta bem.

Além disso, devemos demonstrar-lhes um interesse sincero com respeito às suas experiências diárias de trabalho. Muitas vezes não entendo muito o que ele me explica, mas mesmo assim lhe presto atenção olhando-o nos olhos, e assim não somente aprendo, senão que também faço com que ele se sinta bem.

Outra forma de aprender a amá-los, é apreciar o tipo de passatempo que preferem, e assim podemos compartilhar com eles. Tenho aprendido a valorizar os canais de televisão que mostram os programas de história, animais e todos os tipos de noticias.

Lembremos que Deus disse “não é bom que o homem esteja só”, mas é triste saber que muitos esposos se sentem sós.

O dito popular diz que: “por detrás de cada grande homem existe sempre uma grande mulher”, (que o anima e o faz sentir-se apreciado). Infelizmente e com muita tristeza se diz que nem sempre essa mulher é sua esposa.

Hoje te exorto a fazer um balanço, a reflexionar e avaliar, se você está cumprindo com as instruções que nos dá o Senhor de amar a nossos esposos, e se não for assim peça-lhe perdão, clame pela Sua ajuda para realizar as mudanças que lhe permitam chegar a viver o chamado de Deus, para você como esposa.

...Deixe-nos o seu comentário e una-se a essa conversação!..

Este artigo procede do Ministerio Aviva Nuestros Corazones

® www.avivanuestroscorazones.com

O material publicado nesta página encontra-se disponível para ser compartilhado gratuitamente, agradecemos pois a sua integridade ao citar a fonte respeitando os nossos direitos de autor. Fica proibida toda e qualquer reprodução con fins comerciais.