O retrato bíblico da mulher

Por Escritor Invitado

Decubrindo e vivendo o plano de Deus para as nossas vidas.
Por Nancy Leigh DeMoss

Introduçao

Durante a minha vida, aconteceu uma revolução - uma revolução da maneira como as mulheres se vêem a elas mesmas e o seu papel,  a visão que elas tem dos homens, a visão das suas famílias e a visão de como elas devem actuar na nossa cultura.

Quer se dêem conta disso ou não, a grande maioria das mulheres cristãs optaram por esta "nova" forma de pensar.  No lar, na igreja e no âmbito laboral, elas adoptaram os valores  e o sistema de crenças do mundo à volta delas.  O mundo promete liberdade e plenitude para aquelas que aceitam a sua filosofia.  Infelizmente, abraçando esta filosofia, milhões de mulheres acabaram decepcionadas, feridas e com horríveis ataduras.

Há mais de 20 anos oiço o clamor do coração destas mulheres: 

  •  Mulheres que estão exaustas de tratar de fazer malabarismos entre as obrigações do trabalho e a família.
  •  Mulheres que estão desesperadamente sós. 
  •  Mulheres que sentem atrapadas num casamento infeliz. 
  •  Mulheres que lutam com o sentimento constante da desesperança e desespero.
  •  Mulheres que vivem debaixo de uma carga abrumadora de culpa e fracasso.
  • 'Mulheres que tem dificuldade para encontrar sentido e propósito no meio do cotidiano da vida. 
  •  Mulheres que nunca souberam o que é ter relações baseadas no amor mútuo e compromisso.
  • Mulheres que vivem paralisadas de medos e ansiedade crônica.

Vejo que muitas mulheres perderam  a esperança de poder ser libertadas das suas prisões emocionais e espirituais. De vez em cuando vejo uma luz brilhar nos seus olhos quando descobrem que a "vida abundante " que Deus prometeu pode ser na verdade uma realidade mesmo a pesar das suas circunstâncias.  O propósito deste livro e ajudá-las a descobrir o caminho a essa vida abundante e a examinar as nossas vidas à luz do desenho e do plano de Deus.

Antes que continue, eu sinto que devo avisa-la  que o que está a ponto de ler não é politicamente correcto. Isso vai contra o que aprendemos como mulheres libertadas do século XXI é contrário aos nossos instintos naturais.  Nunca será a posição predominante e muito provavelmente produzirá desconforto a muitas mulheres. 

Mas posso garantir que é o único caminho para o verdadeiro gozo, paz e satisfação para as mulheres.  É que Deus nos crio, Ela ama-nos, e só poderemos estar completas cuando actuemos de acordo com o Seu desenho para as nossas vidas.

Se o seu coração ânsia ser livre para cumprir o propósito para o qual foi criada, convido-a a unirse a procurar e conhecer o coração e os caminhos de Deus.

Estou orando que Deus orquestre una contra-revolução nos nossos dias - uma revolução silênciosa das mulheres que estejam dispostas a seguir o padrão, não do mundo, mas sim da Palavra de Deus. Estou convencida de que a influência de um exército de mulheres piadosas seria incalculável - nos nossos lares, nas nossas igrejas, na nossa cultura.  Quere você ser uma destas mulheres?

 

Primeria Parte

Examinando o nosso caminhar à luz das Escrituras.                                     

"É tempo de que as mulheres com fé bíblica reclamemos o nosso território.  Conhecemos o Desenhador. Temos o Seu manual de instruções.  Se não refletimos o desenho divino da Sua criação femenina, ninguém o fará.  Mas se o fizermos, será um testemunho profundo para um mundo necessitado que observa".  Susan Hunt 

 Os versos mas seguintes páginas expressam o coração de Deus para as mulheres.  Juntos mostram um retrato bíblico de uma mulher piadosa. 

As perguntas que seguem a cada verso foram desenhadas para ajudá-la a evaluar quão bem está aplicando a Palavra no seu andar diário.  A questão não é responder a um simples "sim" ou "não" a cada pergunta, mas sim usar essas perguntas como uma base para a meditação e aplicação pessoal y para evaluar a sua resposta ao Senhor.

Alguns destes versos são dirigidos especificamente a mulheres casadas.  Outros aplicam geralmente a todas as mulheres. Sem importar o seu estado civil, peça a Deus que abra o seu coração e a ajude a ver as áreas que El quere moldar para fazer de você uma mulher conforme o Seu próprio coração.   

Para aproveitar este exercício ao máximo, aconselhamos que se concentre em um verso cada dia, pedindo a Deus que lhe mostre se a sua vida está à altura de cada aspecto do Seu desenho.  Ao trabalhar nesta secção sublinhe três ou cuatro versos que revelam áreas específicas das necessidades na sua vida para que possa memorizar-los e grava-los no seu coração e na sua vida.

Porqué fui criada como uma mulher?

1. "E dice o Senhor Deus: não é bom que o homen esteja só ; far-lhe-ei uma ajuda  idônea". (Gen. 2:18)

Abracei o meu desenho criado por Deus para ser uma ajuda para o homen?

Estou disposta a sacrificar a minhas próprias ambições e aspirações a fim de cumprir a minha função principal e chamado para ser uma ajuda para o meu marido?

Sou uma verdadeira companheira para o meu marido?

Estou completando e complementando o meu marido, em vez de competir com ele?

Como posso ajudar melhor o meu marido a cumprir o propósito de Deus para a sua vida?

Que tipo de palavras, ações e atitudes da minha parte poderiam ajudar os homens cristãos à minha volta a ser tudo o que Deus quer que eles sejam?

Estou promovendo casamentos sãos e santos na maneira como me relaciono e respondo aos maridos das outras mulheres?

Na minha relação  com os homens, mantenho limites que promovem padrões bíblicos de pureza?

2.  "Porque o verão não provem da mulher, mas a mulher do varão. Porque o varão não  foi criado por causa da mulher, mas a mulher por causa do varão". (1 Cor. 11:8-9)

Reconheço e aceito que Deus criou a mulher para completar, complementar e ajudar o homen? 

Está a minha vida ajudando e abençoando os homens à minha volta  em maneiras que promovem a santidade e a piedade?

3.  "A mulher é a glória do varão". (1 Cor. 11:7)

Quanto à maneira como me dirijo aos homens, ou como falo deles, mostro-lhes o valor que Deus lhes da?

Sou eu que respondo ou que começo as minhas relações com os homens?

Ajudo os homens a cumprir o chamado de Deus para dirigir no lar, na igreja e na sociedade? 

Dirijo-me aos homens de maniera que lhes comunico o devido respeito e afirmação da sua masculinidade ? 

Promovo proteger e perseverar  as  diferenças entre o homen e a mulher criados por Deus na maneira como eu vivo, como me visto e nas minhas funções diversas como mulher?

4.  "E chamou Adão o nome da sua mulher Eva; porque ela era a mãe de todo os viventes". (Gen.3:20)

Reconheço e aceito o chamado que Deus me deu de ser doadora e zeladora da vida?

Considero o chamado de ser "mãe" como um chamado sublime e santo - quere seja de filhos físicos ou espirituais ? Estou ativamente envolvida en dar e cultivar e nutrir vidas. 

Que faz uma mulher formosa?

5.    "Que o vosso adorno não seja externo... Se não que seja o eu interno, como o adorno incorruptível de um espírito terno e tranquilo, que é precioso aos alhos de Deus" (1 Pedro 3:3-4)

Vêem as pessoas em mim uma beleza interna e radiante que é o resultado de um espírito agradecido, rendido e confiado?

Concentro mais tempo e esforço em cultivar uma beleza espiritual interna que uma beleza externa?

6.  "Porque assim se adornavam também antigamente as mulheres santas que esperavam em Deus". (1 Pedro 3:5)

Estou mais interessada em ser santa do que ser feliz?

Ponho a minha esperança e confiança em Deus em vez de pó-las nas pessoas? 

7.  "Engañosa é a graça e vaidade a formosura, mas a mulher que temo o Senhor, essa será louvada" (Prov. 31:30)

Estou mais interessada em cultivar a minha relação com o Senhor em vez de preocuparme em estar à moda, elegante ou fisicamente atractiva?

Vivo com o reconhecimento constante e consciente da presença de Deus?

Desejo agradar a Deus mais que obter a aprovação dos outros?

8.  "Que do mesmo modo as mulheres se ataviem em traje com pudor e modéstia"(1 Timóteo 2:9)

Visto-me modestamente?

Provoca a minha maneira de vestir que os homens tenham pensamentos puros em vez despertar-los a ter desejos e pensamentos sensuais?

Vistos-me de forma que atraia a atenção ao coração e Espiritu de Jesus em mim, em vez de chamar a atenção ao meu físico?

9.  "...Não com penteado ostentoso, ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos custosos"
(1 Timóteo 2:9b)

Evito modas excessivas ou extremas (cabelo, roupa, jóias,  maquiagem) que poderiam chamar a atenção sobre mim e ocasionar que as pessoas se destraiam e não se enfoquem no Senhor?

Evito jóias ou roupas extravagantes que poderiam ostentar a minha riqueza e causar inveja a outros?

O meu vestuário e a minha aparência externa mostram um Espiritu de moderação, sobriedade, pureza e respeito? 

Como se comporta uma mulher de Deus? 

10.  ... "Todo o meu povo na cidade sabe que és uma mulher virtuosa" (Rute 3:11)

Tenho a reputação de ser uma mulher de virtude moral e de carácter piadoso?

 Mantenho-me pura de todas as influências que podriam contaminar o meu coração, pensamentos ou acções ?

11.  "Abre a sua boca com sabedoria e a lei da bondade esta na sua língua" (Prov. 31:26)

Bendigo a minha família, amigos e conhecidos com palavras amáveis e sábias? 

Estudo e medito  na Palavra de Deus para aprender a proferir palavras sábias?

Sou capaz de guiar as pessoas a Escrituras específicas que se podem aplicar às suas vidas e necessidades?

12.  "Com muita paciência se persuade o príncipe e a língua suave quebranta os ossos".  (Provérbios 25:15)

Estou disposta a esperar  calmamente que Deus mude o coração de uma autoridade em asuntos que considere errados en vez de a pressionar, manipular ou maçar ?

Procuro influenciar os outros por meio de palavras brandas, em lugar de controlar ou intimidar com palavras ásperas?

13. "Que a mulher aprenda em silêncio com toda a sujeição" (1 Timóteo 2:11)

Tenho um espírito que se deixa ensinar?

Aceito instrução com um espiritu manso e obediente?

14. "É melhor morar numa terra deserta do que com uma mulher rixosa e iracunda." (Provérbios 21:19)

Consideram as pessoas com quem vivo ou trabalho, que tenho um espírito fácil de suportar?

Frusto os outros ou ocasiono que desejam afastar-se de mim, devido ao meu espírito argumentativo, teimoso ou iracundo?

Qual é o plano de Deus para mim como esposa?

15.  "O coração do seu marido está nela confiado." (Provérbio 31:11a)

Pode confiar o meu marido em que caminho constantemente com Deus e respondo às circunstâncias da vida com louvor, gratidão e fé? 

Pode o meu marido confiar em mim para lhe ser leal e fiel moralmente?

Sou completamente confiável em todas as áreas da minha vida - as minhas relações com outros homens? Como gosto o dinheiro? Como converso do meu marido com outras pessoas?

16.  " Ela lhe faz bem e não mal, todos os dias da sua vida" (Provérbios 31:12)

Estou empenhada em apoiar o meu marido em todos os sentidos possíveis e sempre agir no seu melhor interesse?  

Sabe o meu marido sem cualquer dúvida que estou comprometida com ele para sempre, não importa o que aconteça?

Estou comprometida incondicionalmente abençoar e servir o meu marido? 

17.  "Tomou do seu fruto, e comeu, e deu ao seu marido, que também comeu."
(Gênesis 3:6c)

É a minha vida um exemplo piedoso para o meu marido, meus filhos e amigos?

Pelas minhas palavras ou exemplo, podria estar animando os outros a agir de uma forma que seja contraria à Palavra de Deus?

18.  "Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres devem estar sujeitas em tudo a seus maridos". (Efesios 5:24b)

Respondo à liderança de meu marido, da mesma forma que a igreja deve responder a Cristo como sua cabeça?

Submeto-me ao meu marido nas minhas ações assim como nas minhas atitudes?

A forma como eu respondo ao meu marido, mostra ao mundo a beleza e a benção da submissão a Cristo?

19.  "Porque o marido é a cabeça da mulher" (Efesios 5:23a)

Estou de acordo com Deus que o meu marido é a muna cabeça espiritual?

Deixo que o meu marido me guie ou resisto à sua liderança, dificultando-lhe de cumprir com a responsabilidade que Deus lhe deu?

20. "...E que a mulher respeite o seu marido" (Efesios 5:33c)

Sente o meu marido que o honro e respeito?

Vêem os outros que honro o meu marido?

Pelas minhas palavras, exemplo e conselho, animo as outras mulheres a honrar os seus maridos?

21. "O marido deve cumprir os seus deveres para com a sua esposa, e da mesma forma a mulher cumpra com o marido.  A mulher não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim o marido" ( 1Corintios 7:3-4)

Reservo a comunicação, os olhares, palavras e carícias íntimas exclusivamente para o meu marido?

Entrego-me para satisfazer as necessidades sexuais do meu marido?

22.  "E, se querem aprender alguma coisa, perguntem em casa aos seus maridos.
(1 Corintios 14:35a)

Motivo o meu marido a crescer espiritualmente ao pedir o seu conselho, o seu ponto de vista e direção ou vou primeiro ao meu pastor  o outro conselheiro  para encontrar respostas as minhas perguntas e problemas?

Sente o meu marido que dou valor e respeito a sua opinião e conselho?

Como quere Deus usar-me na vida de outras pessoas?

23.  "Exorto, pois...que se façam ... orações por todos os que estão em autoridade. (1 Timóteo 2:1-2)

Oro fielmente pelos líderes que Deus pôs na minha vida (ex., marido pais, pastor, jefe, funcionários eleitos), pedindo a Deus que os abençoe e que supra as suas necessidades, que os protega e faça deles líderes piedosos?

Quando alguém está numa posição de autoridade falha, oro por eles, em vez de criticar ou atacar?

24.  "Ela cuida do governo da sua casa e não come o pão da preguiça ." (Provérbios 31:27)

Sou uma pessoa trabalhadora?

Estou atenta as necessidades das pessoas ao meu redor?

25.  "Tendo testemunho de boas obras: se criou os filhos, se exercitou hospitalidade, se lavou os pés aos santos, se socorreu os aflitos, se praticou toda a boa obra."

(1 Timóteo 5:10)

É a minha vida,  caracterizada pela compaixão, sacrifício e atos de serviço ?

Tenho a reputação de ser uma pessoa que procura oportunidades para ministrar as necessidades dos outros?

26.  "Contribuindo para as necessidades dos santos, praticando a hospitalidade".

(Romanos 12:13)

Sou sensível às necessidades dos outros crentes?

Sou generosa, compartilhando com outras pessoas que estão em necessidade?

Abro a minha casa para ministrar a outros?

27.  "As mulheres idosas também, sejam sérias no seu viver, como convêm a santas, não caluniadoras , não dadas a muito vinho, mestras no bem."  (Tito 2:3)

É a minha vida um exemplo piedoso para as mulheres mais jovens ?

Tenho auto-controle e sou cautelosa na minha maneira de falar e no meu estilo de vida?

Estou ativamente empenhada em ensinar as mulheres mais novas como viver as suas vidas de acordo com Palavra de Deus?

28.  "Para que ensinem as mulheres novas a serem prudentes, a amarem os seus maridos, a amarem os seus filhos, a serem moderadas, castas, boas donas de casa, sujeitas aos seus maridos, a fim de que a Palavra  de Deus não seja blasfemada". (Tito 2:4-5)

Estão as minhas prioridades em ordem?

Estou devidamente concentrada a amar e a suprir as necessidades da minha família?

Dou um exemplo de amor de serviço desinteresado e dedicado ao meu marido e filhos?

É o meu espírito prudente, puro e amável?

É a minha vida, uma ilustração do "retrato bíblico da mulher"?

 

Segunda Parte

Edificando os nossos lares com sabedoria.

"Uma comunidade não pode ser derrubada quando a mulher cumpre a sua missão, porque com o poder de seu nobre coração sobre os corações dos outros, ela levantará a comunidade das suas ruínas, e a restaurará de novo à prosperidade e à alegria".  John Angell James, "a piedade Femenina ".

"A mulher sabia edifica, a sua casa, mas a insensata derruba-a com as suas mãos." (Provérbios 14:01)

Poucas mulheres estão conscientes da grande influência que elas exercem ao seu redor.

Independentemente do nosso estado civil ou do nosso estilo de vida, nós, como mulheres, temos alguma "casa".  Essa "casa" poder ser a nossa família imediata, nosso bairro, nosso trabalho, nossa escola, nossa igreja ou nossa nação.

Através das nossas atitudes, das nossas palavras, e do nosso comportamento, temos o poder de bendizer e edificar as vidas daqueles ao nosso redor, mas também temos o poder de os derrubar ou destruir.

Nas seguintes páginas você  encontrá uma série de declarações que sugerem formas específicas em que podemos construir ou destruir os nossos lares.  Examine as declarações que melhor descrevem as suas atitudes, a suas palavras e as suas ações para aqueles que Deus colocou na sua vida.

Peça a Deus que lhe revele se está ajudando os outros a edificarem-se com sabedoria ou se com imprudência está lastimando-os,  obstaculizando-os e destruindo-os.

Não deixe que o inimigo a desanime pelo que possa ver.  Em vez disso, na medida que se de conta de actitudes, palavras ou ações que estejam destruindo o seu lar, ponha-se de acordo com Deus, confesse a sua nescedade.  Então, em cada uma dessas áreas, peça-Lhe que faça de você uma mulher sabia e que a ajude a edificar um lar que O glorique. 

As minhas atitudes "edificam"?

Estou empenhada em dar para suprir as necessidades dos outros, quere receba ou não algo em troca?  (Atos 20:35)

Estou agradecida a Deus e a outros pelas benções e benefícios que recebo? (1 Tês. 5:18)

Considero os outros como mais importantes do que eu, e demonstro-o pondo a suas necessidades e desejos acima dos meus. (Filip 2:3)

Cedi todos os meus direitos a Deus e, portanto, posso responder com mansidão e perdão quando outros me ofendem? (Col. 3:12-13)

Reconheço que Deus é o "Bendito Controlador de todas as coisas", assim posso responder a circunstâncias difíceis com um espiritu de mansidão e confiança? (Rom. 8:28)

Confio em Deus para trabalhar com as autoridades que Ele pôs na minha vida? (Prov. 21-1, 1Pedro 3:5)

Tenho um espirito submisso às autoridades que Deus pôs na minha vida?  Cedo rapidamente e sigo as instruções dadas, ainda que a minha vontade própria se oponha? (Heb 13:17)

Minha vida transmite alegria, paz e contentamento, porque sei que Deus me ama e está em controle de cada detalhe da minha vida? (Rom. 8:37-39)

As minhas atitudes destroem?

A minha disposição de suprir as necessidades dos outros está determinada pelo amor e apreço que me mostrem?

Ato as pessoas com as minhas expectativas e sinto-me ferida cuando essas expectativas não são cumpridas?

Frecuentemente insisto em conseguir o que egoistamente quero, procurando satisfazer a minhas próprias necessidades passando por cima das necessidades dos outros?

Facilmente ofendo-me quando eu sinto que os meus direitos são violados?

Frequentemente ressento e resisto circunstâncias que chegam à minha vida?

Luto responder adequadamente à autoridade porque não acredito realmente que Deus seja suficientemente grande para mudar o coração do "rei"?

Tenho um espírito teimoso e obstinado à autoridade, e procuro manipular ou ter o controle da minha vida, das minhas circunstâncias e daqueles ao meu redor.  Frequentemente transmito um espírito de descontentamento, amargura ou medo com respeito as minhas circunstâncias?

Sou rápida para dar misericórdia e perdão aos que falham? (Mateus 5:7)

Tenho uma atitude de reverência e respeito pelo meu marido assim como às minhas autoridades espirituais? (Efesios 5:22-23,33)

Mantenho-me fiel ao meu marido, apesar das suas falhas e faltas? (Prov. 17:9, 1 Cor. 13:7-8a)

Verdadeiramente amos os outros e procuro suprir as suas necessidades por acima das minhas? Estou mais interessada no bem-estar dos outros acima dos meus? (2 Cor. 12:15; Fil. 2:4)

Facilmente estou contente com o que seja que Deus me concede? (Heb. 13:5)

As minhas palavras "edificam"?

Frequentemente expresso gratidão pelos benefícios que recebo de Deus e de outros? (Col 3:15)

Edifco outros com as minhas palavras de louvor, apreço e admiração? (Ef. 4:29)

Rápidamente humilho-me e peço perdão cuando ofendo alguém? (Mateus 5:23-24)

Sou fiel orando para que Deus opere na vida de outras pessoas (por ex. O meu marido, filhos, amigos, pastor, etc) (Ef. 6:18)

Mantenho um recorde mental das ofensa de procuro maneiras de vingar-me?  

Transmito uma atitude desconsiderada  para com o meu marido?

Aberta ou sutilmente crítico o meu marido quando ele falha?

Realmente amo-me mais do que amo os outros e procuro proteger e defender os meus direitos, as minhas posses, o meu tempo, e a minha reputação? Estou mais interessada em ser feliz do que fazer os outros felizes?

Combato com espírito de desagrado as minhas circunstâncias, minha saúde, meu ambiente físico, as minhas posses materiais?

As minhas palavras destroiem?

Muitas vezes queixo-me por ter o que não quero, e querer o que não tenho.

Frequentemente magou outras pessoas com palavras críticas e depreciativas e sou rápida a recalcar as falhas dos outros?

Sou propensa a defender ou justificar-me em vez de admitir cuando me engano?

Passo mais tempo conversando com os meus amigos e conselheiros sobre as necessidades nas vidas das pessoas ao meu redor, em vez de interceder por elas?

Procuro dizer palavras sábias que levem as pessoas à Palavra e caminhos de Deus? (Prov. 31:26)

As minhas palavras incentivam outras pessoas e ministram paz e vida aos seus espíritos?

 (Prov. 12:18)

Sou cautelosa em dizer sempre a verdade? (Efesios 4:25)

Sou pronta para ouvir e tardia para falar? (Santiago 1:19)

Quando me incomodam, respondo  usualmente  com amabilidade? (Prov. 15:1)

Controlo as minhas palavras? (Prov. 10:29; 17:27)

As minhas atitudes "edificam"?

Dou exemplo aos meus filhos e aos outros quando obedeço às minhas autoridades com uma atitude correcta do coração? (Tito 2:4-5)

Diligentemente sirvo e satisfaço as necessidades dos outros com um coração disposto? (Gal. 5:13)

Sou fiel no cuidado das necessidades práticas da minha família e lar? (Prov. 31:27)

Tomo tempo para renovar a minha mente com a Palavra de Deus para ser transformada à semelhança de Jesus? (Romanos 12:2)

Apresso-me a partilhar as minhas próprias opiniões sobre temas, em vez de dirigir consciêntemente as pessoas à Palavra e caminhos de Deus? 

As Minhas palavras temdem a fazer sentir os outros desanimados e frustrados?

Algumas vezes altero um poço ou exagero a verdade para o meu próprio benefício?

Não sou atenta a ouvir, tendo a dominar as conversas e quero que os outros me oiçam?

Facilmente me ofendo e tendo a responder com palavras ásperas?

Falo demais ?

As minhas ações " destroem" ?

Muitas vezes ignoro a autoridade e faço o que melhor me parece?

Muitas vezes sou indolente e preguiçosa e não estou disposta a servir os outros?

Não dou atenção a muitas necessidades práticas da minha família e lar por falta de planejamento, disciplina ou por falta de desejo?

Entretenho a minha mente com livros, revistas, filmes, programas provocativos da televisão?

O meu comportamento com homens é discreto, puro e irrepreensível? (1 Tesa. 4:3-7)

Procuro oportunidades para ajudar  de forma prática os pobres e necessitados. (Prov. 31:20)

A minha casa e um lugar de ministério e incentivo para os outros além da minha família?
(1 Pedro 4:9)

O meu comportamento na presença de outros, é sóbrio, digno e prudente? (Tito 2:3-4)

Estou envolvida ativamente no ensino e discipulado aos meus filhos e/ou outras mulheres nos caminhos de Deus? (Tito 2:4-5)

O meu comportamento com os homens, e algumas vezes agressivo, atrevido ou coquete ?  

Estou tão cansada com as minhas próprias  necessidades que. Só tenho tempo para ajudar os pobres? 

Raramente convido outras pessoas à minha casa?

Muitas vezes procuro chamar ou ganhar a aceitaçao com um comportamento barulhento e ruidoso? 

Pessoalmente, não estou envolvida em ministrar espiritualmente a outros?

 

Aviva os Nossos Corações. Usado com autorização.

www.AvivaNuestroscorazones.com